Donisete Braga fere a inteligência dos munícipes ao pedir revogação de taxa que ele mesmo propôs | Bastidor Político
Donisete Braga fere a inteligência dos munícipes ao pedir revogação de taxa que ele mesmo propôs Donisete Braga fere a inteligência dos munícipes ao pedir revogação de taxa que ele mesmo propôs
POR SAMUEL BOSS O povo de Mauá não engoliu a criação da Taxa do Lixo enviada pelo governo do prefeito Átila Jacomussi (PSB), para... Donisete Braga fere a inteligência dos munícipes ao pedir revogação de taxa que ele mesmo propôs

POR SAMUEL BOSS

O povo de Mauá não engoliu a criação da Taxa do Lixo enviada pelo governo do prefeito Átila Jacomussi (PSB), para a Câmara e aprovada com urgência com o aval de 14 vereadores. A repercussão negativa foi o que norteou os debates nas redes sociais na última semana entre os internautas de Mauá.

Quem também resolveu se posicionar sobre a “taxa do lixo” foi o próprio criador e defensor da mesma, o ex-prefeito Donisete Braga (PT). O petista fez um live no Facebook criticando os aumentos de impostos, e cobrando coerência do atual prefeito. O que Donisete esqueceu de mencionar, é que a criação da Taxa do Lixo foi um dos principais atos de seu governo no fim de 2014, quando seu núcleo duro tentou a todo custo passar o projeto na Câmara, porém o prefeito recuou por mera contabilidade política.

Em entrevista ao jornal Repórter Diário em novembro de 2014, o  então  secretário de Governo de Mauá, Edilson de Paula, explicou os motivos que levaram a Donisete Braga  a tomar a medida. Leia matéria completa aqui

“Essas medidas são necessárias para pensar a cidade no médio e longo prazo. Vai chegar uma hora em que a prefeitura não terá mais dinheiro para pagar os compromissos que são necessários”, reclama o secretário. “O município de Mauá não pode ter o capricho de ficar fora da realidade regional. Mauá é a única cidade do ABC que não tem taxa de coleta de lixo”, afirmou Edilson de Paula.

Donisete cobra coerência de Átila e nós cobramos coerência de Donisete, este Fla-Flu político de se posicionar pegando onda na indignação da população já deveria ser motivo de vergonha entre os políticos. Certamente o petista busca retomar o capital político que perdeu na derrota da última eleição, mas é preciso bom senso.

Se em 2015 Donisete defendeu a taxa dizendo que era necessário para o futuro da cidade, pois, caso não fosse criada seria difícil manter os compromissos, por que agora usa o próprio projeto para tripudiar e tentar voltar a cena?

Donisete esqueceu também de falar sobre os tributos que aumentaram em sua gestão, Taxa da iluminação por exemplo, tarifa de ônibus e reajuste de três contratos no fim de 2016. Aliás, é preciso que os próprios gestores entendam que é preciso encontrar um novo modelo para aumentar a arrecadação, além da criação de taxas e aumentos de tributos.

Quem vai pagar a taxa do lixo será o povo -que não aguenta mais tanto tributo- mas será o povo também que paga mico ao ver “pai de projeto” pedindo aborto de seu filho.