Prefeitura capacita servidores para atendimento de deficientes Prefeitura capacita servidores para atendimento de deficientes
Curso ensina Libras a funcionários da administração municipal e do Semasa, com objetivo de atender munícipes com deficiência de maneira inclusiva  A Prefeitura de... Prefeitura capacita servidores para atendimento de deficientes

Curso ensina Libras a funcionários da administração municipal e do Semasa, com objetivo de atender munícipes com deficiência de maneira inclusiva

 A Prefeitura de Santo André deu um importante passo nesta segunda-feira (5) para melhorar o atendimento ao munícipe. A Secretaria de Inovação e Administração, em parceria com a Gerência de Educação Inclusiva da Secretaria de Educação, iniciou um curso inclusivo visando beneficiar os munícipes que procuram atendimento nos postos de atendimento da administração e possuem alguma deficiência, seja ela de audição, fala, visão, locomoção ou mental.

Funcionários da Praça de Atendimento, CPETR (Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda), PROCON e também do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) – que são divididos em cinco postos (Centro, Guarará, Palmares, Santa Teresinha e Parque das Nações) – também participam das aulas que serão ministradas até o começo de março, em turmas revezadas nos períodos matutino e vespertino.

 Uma das principais demandas no atendimento ao cidadão andreense se faz com o surdo. Por isso, o curso de Libras (Língua Brasileira de Sinais) é o carro-chefe do curso. Os servidores aprendem os aspectos e discursivos da língua, o que auxilia no desenvolvimento dos aspectos gramaticais e discursivos. O objetivo é qualificar a interação entre o funcionário público e o munícipe.

 As aulas trazem um ensino prático e instrumentalizado, possibilitando aos alunos um conhecimento básico para a conversação na língua gesto-visual, somando ao trabalho os recursos audiovisuais, dinâmicas e conversação em Libras. Haverá ainda a análise de filmes e vídeos para ilustrar os conteúdos, além de reflexões e a estimulação de debates na Língua Brasileira de Sinais. Os funcionários gravarão vídeos entre si para colocar em prática a técnica adquirida e que trará conforto ao munícipe. As outras deficiências receberão igual atenção. Cada encontro abordará uma dificuldade em específico, considerando suas características/peculiaridades, além de levantar as melhores estratégias para que o usuário tenha um atendimento eficaz.

No comments so far.

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *